«

»

out 31

Spain – Vídeo

Música de um dos grandes músicos de jazz da atualidade, Chick Corea, é uma das músicas mais gravadas por grandes personalidades da música em diversos países, com um a melodia fantástica mesclada com partes rápidas e outras com maior simplicidade de execução, com uma harmonia simples porém contagiante, e um ritmo generoso, onde cada executante pôe a sua personalidade resultando em diversas maneiras de tocá-la.

Já ouvi a mesma música em tom de rumba, bossa-nova, sambão, flamenco e até um mariachi!!! Talvez porque essa composição dê espaço para muitas brincadeiras interessantes.

Nesta gravação captei o violão com par de microfones Samson C02 a média distância, de mais ou menos 50 cm. Um apontado no 12º traste e outro apontado no cavalete.

11 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Wagner P. Grillo

    Gostaria de parabenizar o grande musico, atualmente sou aluno da Academia Josué – Cariacica, Espirito Santo.
    Tenho como intenção de fazer parte e levar a misica Gospel com sons inesquesiveis as pessoas que aprecião ima boa musica.

    Parabens.

  2. Wagner P. Grillo

    Gostaria de parabenizar o grande musico, atualmente sou aluno da Academia Josué – Cariacica, Espirito Santo.
    Tenho como intenção de fazer parte e levar a misica Gospel com sons inesquesiveis as pessoas que aprecião ima boa musica.

    Parabens.

  3. Paulo Sérgio

    Seja bem-vindo Wagner. Boa sorte nesta caminhada musical e estamos aqui para partilhar informações. Abraço.

  4. Paulo Sérgio

    Seja bem-vindo Wagner. Boa sorte nesta caminhada musical e estamos aqui para partilhar informações. Abraço.

  5. Paulo Sérgio

    Seja bem-vindo Wagner. Boa sorte nesta caminhada musical e estamos aqui para partilhar informações. Abraço.

  6. Eliseu ONo

    Parabéns pelo lindo trabalho desenvolvido… eu tenho interesse em começar minha caminhada por esses acordes e sonoridade. ATualmente faço piano e arranho no violão. hoje mesmo fui a uma rua famosa aqui em SP procurando um violão com essa tonalidade de graves… onde eu posso encontrar esse tipo de violão? Qual o preço mais em conta para começar a ter esse tipo de sonoridade de graves aveludados ? (gostaria de receber a resposta via e-mail).. desde já agradeço..

  7. Paulo Sérgio

    Ola Eliseu! Seja bem-vindo. Este tipo de grave é típico do violão com a construção do tampo em Cedar, que comumente é conhecido como Cedro Canadense, que se caracteriza pelo som mais aveludado, menos volumoso e bem grave, porém com menos sustain.

    Já os de tampo em Abeto, comumente chamado de Pinho Sueco ou somente Pinho tem o som mais brilhante. Metálico, com mais foco e sustain, porém demora alguns anos para a madeira abrir o som.

    Nunca se engane em dizer qual deles é o melhor, pois não não há. São duas sonoridades distintas com excelentes qualidades para diversas aplicações.

    Eu gosto muito de graves e para músicas em estilo bossa-nova, jazz, samba eu tenho esta preferência.

    Para músicas eruditas eu prefiro muito mais os de Abeto, pois eu vejo a necessidade de som mais brilhante e aberto.

    É tudo questão de gosto.

    O meu violão é confeccionado pelo Luthier Diniz. Em lojas você terá que pesquisar antes com os fabricantes qual a madeira utilizada. Se possível dê preferência aos tampos maciços pois a diferença é gritante. O preço também!!!

    Violões coloridos geralmente já indicam que a madeira não é maciça e o corte não é o adequado.

    Quando o fabricante não indica claramente que o tampo é maciço, com certeza não é.

  8. Eliseu ONo

    Parabéns pelo lindo trabalho desenvolvido… eu tenho interesse em começar minha caminhada por esses acordes e sonoridade. ATualmente faço piano e arranho no violão. hoje mesmo fui a uma rua famosa aqui em SP procurando um violão com essa tonalidade de graves… onde eu posso encontrar esse tipo de violão? Qual o preço mais em conta para começar a ter esse tipo de sonoridade de graves aveludados ? (gostaria de receber a resposta via e-mail).. desde já agradeço..

  9. Paulo Sérgio

    Ola Eliseu! Seja bem-vindo. Este tipo de grave é típico do violão com a construção do tampo em Cedar, que comumente é conhecido como Cedro Canadense, que se caracteriza pelo som mais aveludado, menos volumoso e bem grave, porém com menos sustain.

    Já os de tampo em Abeto, comumente chamado de Pinho Sueco ou somente Pinho tem o som mais brilhante. Metálico, com mais foco e sustain, porém demora alguns anos para a madeira abrir o som.

    Nunca se engane em dizer qual deles é o melhor, pois não não há. São duas sonoridades distintas com excelentes qualidades para diversas aplicações.

    Eu gosto muito de graves e para músicas em estilo bossa-nova, jazz, samba eu tenho esta preferência.

    Para músicas eruditas eu prefiro muito mais os de Abeto, pois eu vejo a necessidade de som mais brilhante e aberto.

    É tudo questão de gosto.

    O meu violão é confeccionado pelo Luthier Diniz. Em lojas você terá que pesquisar antes com os fabricantes qual a madeira utilizada. Se possível dê preferência aos tampos maciços pois a diferença é gritante. O preço também!!!

    Violões coloridos geralmente já indicam que a madeira não é maciça e o corte não é o adequado.

    Quando o fabricante não indica claramente que o tampo é maciço, com certeza não é.

  10. Paulo Sérgio

    Ola Eliseu! Seja bem-vindo. Este tipo de grave é típico do violão com a construção do tampo em Cedar, que comumente é conhecido como Cedro Canadense, que se caracteriza pelo som mais aveludado, menos volumoso e bem grave, porém com menos sustain.

    Já os de tampo em Abeto, comumente chamado de Pinho Sueco ou somente Pinho tem o som mais brilhante. Metálico, com mais foco e sustain, porém demora alguns anos para a madeira abrir o som.

    Nunca se engane em dizer qual deles é o melhor, pois não não há. São duas sonoridades distintas com excelentes qualidades para diversas aplicações.

    Eu gosto muito de graves e para músicas em estilo bossa-nova, jazz, samba eu tenho esta preferência.

    Para músicas eruditas eu prefiro muito mais os de Abeto, pois eu vejo a necessidade de som mais brilhante e aberto.

    É tudo questão de gosto.

    O meu violão é confeccionado pelo Luthier Diniz. Em lojas você terá que pesquisar antes com os fabricantes qual a madeira utilizada. Se possível dê preferência aos tampos maciços pois a diferença é gritante. O preço também!!!

    Violões coloridos geralmente já indicam que a madeira não é maciça e o corte não é o adequado.

    Quando o fabricante não indica claramente que o tampo é maciço, com certeza não é.

  11. Daniel

    Essa musica do Chick Corea é linda demais. Ouvi uma versão dela, tocava pelo trio de jazz Jazz Pistols. Bom também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>